Home SEGURANÇA Exército doa 450 fuzis para Polícia Militar de Minas Gerais

Exército doa 450 fuzis para Polícia Militar de Minas Gerais

por Julio Costa AMAFMG

A Polícia Militar de Minas Gerais recebeu 450 fuzis doados pelo Exército durante uma cerimônia, na manhã desta segunda-feira (16), na 4ª Região Militar do Exército, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

“São 14 Estados que estão recebendo os fuzis. Minas Gerais é um dos Estados que está recebendo a maior quantidade. Depois da solicitação dos governadores junto ao Ministério da Justiça e Segurança Pública houve o contato do ministro Moro com o ministro da Defesa e o comandante do Exército e foram acertados os detalhes do nível político”, explicou o general Altair Jose Polsin, comandante da 4ª Região Militar do Exército.

 

Após a autorização de doação, os fuzis 762 foram recolhidos e passaram por uma manutenção no Rio de Janeiro. Foram realizados testes de tiros e entregues em condições de utilização.

“Não haverá necessidade de reposição para o Exército. Para os militares do Exército não há qualquer mudança”, destacou o general.

O governador Romeu Zema participou da cerimônia da doação dos fuzis.

“Primeiramente, gostaria de agradecer ao governo federal, ao Exército, e ao ministro Moro pela doação dos 450 fuzis que serão extremamente úteis para as nossas forças de segurança. Como é sabido, Minas Gerais passa por um momento muito difícil e essas armas contribuirão muito para a nossa segurança. E segurança e desenvolvimento são duas palavras que rimam. Uma caminha com a outra. Será extremamente importante no combate à criminalidade, que já vem caindo drasticamente este ano. E, com essa ajuda, nós iremos ainda mais longe em 2020”, afirmou.

O comandante-geral da Polícia Militar de Minas Gerais, coronel Giovanne da Silva, explicou como o armamento vai ser usado no Estado.

“Após a sinalização do Exército Brasileiro que nós receberíamos os 450 fuzis, nós fizemos um plano de distribuição no âmbito da instituição. Vamos destinar esse armamento de alta energia para as unidades de fronteira. Nós fazemos divisa com sete outros Estados da Federação e vamos conseguir potencializar ainda mais o trabalho dos policiais militares que estão na ponta da linha. Aqui em Minas nós não aceitaremos e não permitiremos qualquer atuação do crime organizado que possa tirar a paz social do nosso povo mineiro”, finalizou

Artigos Relacionados

Deixe um comentário