header-add

Segurança Pública MG em Crise: Governador e até chamado de "MENTIROSO E CALOTEIRO". Assistam o Vídeo

Postado em 01/04/2024 às 17:37

Segurança Pública MG em Crise: Governador e até chamado de "MENTIROSO E CALOTEIRO". Assistam o Vídeo

Segurança Pública de MG em Crise:

Associação AMAFMG novamente cobra o porque não se tem resposta das demanda.
E nessas demandas são valorizações das classes que devia está acontecendo no Governo Romeu ZEMA.

No dia 1º de Abril, o Presidente da Associação AMAFMG (Movimento Agentes Fortes de Minas Gerais), Júlio Costa, divulgou um vídeo contundente expondo o descaso enfrentado pelos profissionais da Segurança Pública em Minas Gerais.

Em meio a um discurso incisivo, Costa expôs uma série de ofícios não cumpridos pela SEJUSP direcionado ao Secretário Rogério GRECO e ao Governador Rome Zema, levando a questões cruciais sobre a eficácia, valorização , covardias , vantagens indevidas e integridade do sistema prisional e da segurança em geral.

Esse vídeo, como outros que circulou amplamente nas redes sociais, chamou a atenção para a falta de resposta às demandas apresentadas pelos agentes da segurança.

Costa não poupou críticas, destacando que o descumprimento desses ofícios afeta diretamente a qualidade do serviço prestado à população e compromete a eficiência das instituições envolvidas.

Entre as questões levantadas, destacam-se a falta de prestação de contas por parte do secretário Rogério Grego e a ausência de ações concretas por parte do Governador Rome Zema para sanar os problemas enfrentados pelos profissionais da área.

Costa enfatizou que o movimento não se intimidará diante das tentativas de silenciamento a Associação por está mostrando sérios problemas e que buscará justiça para garantir que as demandas sejam atendidas.

Lembra Júlio Costa que se o governador tivesse no mínimo atendido quando começou seu primeiro mandato como governador a segurança pública não estava assim. Exemplo a Lei organica da Polícia Penal.

E também se o Secretário Rogério GRECO tivesse reunido com a Associação AMAFMG para receber sugestões da mesma de varias pautas solucionando problemas.

Os ofícios não respondidos abordam uma variedade de problemas, desde a falta de medidas para garantir a segurança dos profissionais até casos específicos de violações e perseguições.

Não conseguem sentar pra tratar a questão da carga horária da categoria da polícia penal.

Querem "dar" menos de 4% de reajuste a Segurança Pública em 2024. Sendo até chamado de "caloteiro e mentiroso" em jornal de vinculação Estadual, por não cumprir com sua palavra e mínimo sentar com as classes.

Além disso, Costa ressaltou a necessidade de transparência e responsabilidade por parte das autoridades, afirmando que o Movimento Agentes Fortes continuará lutando incansavelmente pelos direitos e pela dignidade daqueles que atuam na linha de frente da Segurança Pública.

Diante dessas denúncias, é urgente que as autoridades competentes tomem medidas efetivas para abordar as questões levantadas pela AMAFMG.

A população mineira espera e exige uma resposta adequada às demandas apresentadas, garantindo assim a eficácia e a integridade do sistema de segurança do estado.