header-add

Operação da Polícia Penal captura criminosos que tentavam arremessar ilícitos no Complexo Penitenciário de Juiz de Fora

Postado em 10/07/2024 às 12:09

Operação da Polícia Penal captura criminosos que tentavam arremessar ilícitos no Complexo Penitenciário de Juiz de Fora

 

  Atuação noturna com uso de drones de visão termal possibilitou a prisão dos criminosos
 

 

O Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG), da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), obteve sucesso na prisão de quatro indivíduos no perímetro do Complexo Penitenciário de Juiz de Fora, na madrugada desta sexta-feira, 28/6. A operação, denominada Tirol, buscou impedir o arremesso de materiais ilícitos na unidade. 
 
A ação foi conduzida por diferentes frentes da Polícia Penal: Inteligência, Grupamento de Patrulha Aérea (GPAER), Comando de Operações Especiais (COPE) e efetivo de policiais penais de Juiz de Fora. 
 
 
A abordagem foi planejada e executada com base em monitoramentos anteriores que identificaram tentativas de invasões ao perímetro do Complexo Penitenciário para arremesso de materiais, inclusive com uso de armas de fogo.  
 
Na ação os policiais penais utilizaram drones de visão termal para monitorar a região de segurança. Quatro homens foram surpreendidos e capturados por volta de 1h da manhã. Confira aqui as imagens feitas pelos drones de visão termal. 
 
 
Os presos resultantes da operação forneceram informações sobre uma residência onde mais materiais ilícitos estavam armazenados. A Polícia Penal e o Grupamento Especializado de Recobrimento (GER) da Polícia Militar realizaram uma diligência na casa. 
 
 
Com os presos e na casa foram apreendidos quatro aparelhos celulares, três carregadores, um chip para celular, aproximadamente 600 gramas de substância semelhante a maconha, cinco invólucros de massa adesiva, uma balança de precisão e um fone. 
 
 
Posteriormente, os presos foram levados à delegacia local, onde continuam as diligências pela Polícia Civil e pelas guarnições do Comando de Operações Especiais (COPE) do Depen. 
 
O diretor-geral do Depen-MG, Leonardo Badaró, destacou que essa foi uma das ações do departamento para neutralizar atividades criminosas e reforçar a segurança no perímetro do Complexo Penitenciário. "A operação realizada nesta madrugada soma-se às diversas ações do Departamento Penitenciário, tanto em âmbito interno quanto externo, para garantir a segurança do complexo", afirmou Badaró. 
 
Cerco dentro do Complexo Penitenciário 
 
Paralelamente à Operação Tirol, desde o dia 18 deste mês, buscas em celas realizadas por policiais penais do complexo, do Grupamento de Intervenção Rápida de Juiz de Fora e do Comando de Operações Especiais do Depen resultaram, até ontem,  quinta-feira, 27/6, na apreensão de 65 aparelhos celulares, 104 acessórios para celular, 115 buchas de maconha, um invólucro de 131 gramas de maconha, dois pinos de cocaína, 13  chuços - material artesanal pontiagudo ou cortante, feito pelos detentos – e uma máquina de tatuar artesanal. 
 
 
Pedro Maia, Superintendente de Informação e Inteligência do Depen-MG, reforçou que essas operações visam garantir a ordem e a segurança no estabelecimento penal. "Precedidas por informações de inteligência, essas ações estão em consonância com as diretrizes da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, visando uma custódia efetiva e a ressocialização dos indivíduos privados de liberdade", destacou o superintendente. 
 
Texto: Dayana Silva
Crédito fotos: Divulgação Sejusp
 

Posicionamento do Presidente da AMAFMG: 

Julio Costa, presidente da Associação Movimento Agentes Fortes de Minas Gerais (AMAFMG), comentou sobre a operação: "Essa ação mostra a eficácia e a dedicação da Polícia Penal em garantir a segurança nas unidades prisionais de Minas Gerais. A AMAFMG apoia integralmente todas as iniciativas que visam manter a ordem e a segurança em nosso sistema penitenciário."

 

AMAFMG - Associação Movimento Agentes Fortes de Minas Gerais
Presidente: Julio Costa
"Unidos Somos Mais Fortes"
Telefone: (031) 3444-4159